Quanto pesa sua bolsa de batatas?

imagem semana-2

A bolsa de batatas

O professor pediu para que os alunos levassem batatas e uma sacola de plástico para a aula. Ele pediu que separassem uma batata para cada pessoa de quem sentiam mágoas, escrevessem os seus nomes nas batatas e as colocassem dentro da bolsa. Algumas das bolsas ficaram muito pesadas.

A tarefa consistia em, durante uma semana, levar a todos os lados a bolsa com batatas. Naturalmente a condição das batatas foi se deteriorando com o tempo. O incômodo de carregar a bolsa, a cada momento, mostrava-lhes o tamanho do peso diário que a mágoa ocasiona, bem como o fato de que, ao colocar a atenção na bolsa, para não esquecê-la em nenhum lugar, os alunos deixavam de prestar atenção em outras coisas que eram importantes para eles.

Jogue fora as suas batatas!

Esse é preço que se paga, todos os dias, para manter a dor, a bronca e a negatividade.

Quando damos importância aos problemas não resolvidos ou às promessas não cumpridas, nossos pensamentos enchem-se de mágoa, aumentando o estresse e roubando a nossa alegria. Perdoar e deixar estes sentimentos irem embora é a única forma de trazer de volta a paz e a calma.

Carregar um saco de 15 ou 20 quilos de batatas é bem mais difícil do que carregar uma criança que você ama e que tenha o mesmo peso, concorda? Então, deixe para trás aquilo que não lhe causa prazer em “carregar” e, em vez disso, carregue com mais vitalidade aquilo que vale a pena, aquilo que você ama!

Não dá simplesmente para deletar alguma mágoa ou fato triste do passado. Mas dá para deixar de usar isso como desculpa para não prosseguir sua caminhada. Canso de ver pessoas reclamando: “Se eu não tivesse feito a faculdade errada…”, “se eu tivesse escolhido um marido melhor...”, “se meu pai não tivesse morrido tão cedo…”. Tire o “SE” da frente! Os fatos aconteceram! Vire a página e comece uma nova história!

Portanto, pense em suas "batatas". Jogue-as fora uma por uma, perdoando cada uma delas. Você perceberá sua alma mais livre e leve imediatamente.

Abraços sustentáveis,

MARCIO ZEPPELINI

"Deixe para trás suas mágoas. Carregue consigo o que você ama!"